Ações de Sustentabilidade Ecológica / BECKHAUSER

  • -

Ações de Sustentabilidade Ecológica / BECKHAUSER

 

 

 

 

 

 

 

  • Sistema de tratamento de efluentes

O sistema implantado consiste de três etapas:

 Tanque de de equalização tem por objetivo homogenizar os efluentes.

  Tratamento biológico – aonde através da ação das bactérias os corantes e produtos químicos são transformados em compostos orgânicos modificados.

 Tratamento físico químico – através da adição de coagulantes e polimentos faz – se o polimento do efluente com objetivo de remover o resíduo de cor. Finalmente o efluente tratado é devolvido ao curso natural do rio, dentro das normas ambientais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Tingimento com metodologia DyeClean

 

Sistema de tingimento que permite a reutilização do banho de tingimento. Normalmente após o tingimento, o efluente, que é a água suja com resíduos de corantes mais os produtos químicos, é enviada diretamente a estação de tratamento de efluentes. Neste caso não, ela é reservada e vai ser utilizada para o próximo tingimento e assim sucessivamente até 25 vezes, ou seja, esse tipo de tingimento permite reduzir o efluente em até 25 vezes.

 

 

 

  • Sistema de lavação contínua

 

Os tingimentos das fibras de algodão e viscose geralmente são compostos por três distintas:Preparação, tingimento (propriamente dito) e a lavação.

 

Preparação –  processo onde são removidos os óleos e as sujidades da fibra.
Tingimento – aplicação e fixação do corante na fibra.
Lavação – boa parte do aplicado não fixa na fibra ele reage com a água (corante hidrolizado) e deve ser removido por este processo, afim de garantir boa solidez. Há dois processos de lavação:

 

 

Lavação direto na máquina de tingir (com lavação direto na máquina de tingir ( comumente utilizado ) – processo com sucessivos banhos de enxague e aquecimentos. Em média são gastos 50 litros de água  para cada kilograma de malha lavados.

 

Lavação Contínua – esta é feita em equipamento específico ” LAVADORA CONTÍNUA “ A Lavadora Continua é um equipamento com várias caixas de lavação, cada caixa
com aquecimento e regulagem individual, este sistema funciona em contra-corrente, ou seja a água limpa entra de um lado da máquina e sai do outro saturada de corante. A malha com corante hidrolizado entra do lado inverso da máquina e sai do outro lado livre deste. Este processo consome em média 12 litros de água por kilograma de malha. Portanto utilizando a LAVADORA CONTÍNUA a empresa diminui em 4 vezes a geração de efluentes quando lava um tingimento de Viscose ou Algodão. A empresa adquiriu uma LAVADORA CONTÍNUA com capacidade para lavar 10.000 Kg por dia.

 

 

O consumo de água da LAVADORA é de 120.000 litros por dia ( ou 120 metros cúbico ).
Se o processo fosse feita na máquina de tingir o consumo de água seria de 500.000 litros ( ou 500 metros cúbicos ) por dia . Ou seja a empresa deixou de gerar 380.000 litros ( 380 m3 ) de EFLUENTE por dia. Alem da economia de isto significa menos água a ser captada do rio, menos água a ser tratada.

 

ECONOMIA GERADA.

O preço do metro cúbico tratado de efluente é de R$ 1,20

Portanto      =               380 m3 x 1,20

R $ 456,00 por dia .

Outro fator importante é: como a LAVADORA faz uma etapa que seria realizada na máquina de tingir há um ganho produtivo nas máquinas de tingir.

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Automação do setor da caldeira e aquecedor

Todo sistema de geração de energia térmica da empresa, é controlado e monitorado através de software específico, gerando menor índice de gases poluentes, principalmente o monóxido de carbono.

 

 

 

 

 

 

 

  • Sistema de recuperação de calor das ramas

 

 

 

Nossas ramas são equipadas com recuperação de calor, o que reduz a a temperatura dos gases das chaminés, e reduz o consumo de combustíveis.

 

 

 

 

 

  • Sistema de recuperação de calor 

Boa parte dos processos de tingimento, terminam com banho (água do tingimento) com temperatura elevada, temperatura média em torno de 65°C. Se este banho fosse descartado a esta temperatura (65°C), teria um impacto negativo no nosso tratamento de efluente, pois as bactérias responsáveis pela degradação da matéria orgânica perdem eficiência com o aumento da temperatura. O ideal que esta temperatura não ultrapasse 40°C. Nossa empresa implantou um sistema de recuperação de calor, que consiste: Sistema de bombas mais um conjunto de trocadores de calor.

 

Princípio de funcionamento: de um lado temos o efluente (banho a 65°C), do outros temos a água tratada (fria) que entra na empresa e será utilizada nos tingimentos e em várias etapas do processo esta água terá que ser aquecida. Através deste sistema de bombas e trocadores de calor, se transfere o calor do efluente para a água tratada, reduzindo a temperatura do efluente e aumentando a temperatura da água. O sistema funciona em contra corrente.

 

Esquema Simplificado:

Entrada efluente a 65°C                               Saída do efluente a 37°C

→→→→→→→→→→→→→→→→→→→→→→→

← ← ← ← ← ← ← ← ← ← ← ← ← ← ← ← ← ← ←

Saída de água limpa a 45°C                       Entrada de água limpa a 25°C

 

Outra vantagem  muito importante deste processo é a economia de combustível, pois temos uma água pré-aquecida para os processos. Reduzindo assim o consumo de cavaco, isto significa menos árvores  queimadas e menor emissão de gases na atmosfera.

 

  • Calculo da quantidade de cavaco economizada:

Q               =                              Quantidade de calor para aquecer a água
m               =                              massa de água aquecida 50.000 kg / h
c                =                              calor específico da água 1Kcal / Kg °C
T                =                             temperatura ( i= 25 e f= 45 )°C
K                =                             quantidade calorifica do cavaco = 2400 kcal / Kg

 

 

Q               =           m                                 c                      ( Tf – Ti )
Q               =       50.000                             1                      ( 45 – 25 )
Q               =     1.000.000 Kcal / h

 

 

  • Quantidade de cavaco:

 

M              =                         Q / K
M              =                     1.000.000 / 2400
M              =                     416 Kg / h M = 10.000 Kg / dia→→→→→→→45 metros cúbicos por dia – (economia)

 

  • CONCLUSÃO;

Com o sistema de recuperação de calor deixamos de queimar 45 metros  cúbicos de cavaco por dia.